Adeus a Adir Sodré….

    0
    1232

    Powered by WP Bannerize

    O artista morreu quando voltava para casa, no Centro Histórico de Cuiabá. Ele teria sofrido um mal súbito e caído na calçada, em frente de casa, batendo a cabeça no chão.

    O governador Mauro Mendes (DEM) disse em seu Instagram que a cultura “está de luto” e classificou Sodré como um dos maiores artistas plásticos mato-grossenses.

    Já o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto Dois a Um, destacou, em sua homenagem, a contribuição que o artista forneceu ao Estado.

    Velório e sepultamento

    O corpo de Adir Sodré será velado na Capela Jardins, no Bairro Bandeirantes, das 9h às 13h.

    O uso de máscara de proteção é obrigatório e será permitida a entrada de apenas 10 pessoas por vez.

    Já o sepultamento ocorrerá no Cemitério Parque Bom Jesus, na saída para a cidade de Santo Antônio de Leverger, a partir das 14h.

    Sodré surgiu para as artes em 1977, quando passou a frequentar o Atelier Livre da Fundação Cultural de Mato Grosso.

    Nos dois anos seguintes, integrou, com Gervane de Paula e outros artistas, um grupo que procura renovar a arte mato-grossense.

    Nessa época, participou de exposições coletivas organizadas pelo Museu de Arte e de Cultura Popular da Universidade Federal do Mato Grosso (MACP/UFMT).

    Participou também, entre outras, das coletivas “Como Vai Você, Geração 80?”, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV/Parque Lage), Rio de Janeiro, em 1983, e “Modernidade, Arte Brasileira no Século XX”, no Museu de Arte Moderna de Paris, em 1987.

    Powered by WP Bannerize

    Deixe uma resposta