Agora todos podem curtir uma pornografia…

0
1046

Powered by WP Bannerize

“Eles estão frente a frente. E tocam as mãos. Antônio aproxima o rosto, e Tereza fecha os olhos.”

A narração (voz de mulher) conta um trecho de “Desejo proibido” – e não vem ao caso descrever as interações futuras do casal: o filme é uma das duas primeiras produções do Sexy Hot, maior canal adulto do Brasil, a oferecer recurso de audiodescrição (para cegos) e legendas descritivas (para surdos), em iniciativa alegadamente pioneira no mercado nacional do segmento.

As versões adaptadas de “Desejo proibido” (vendido como “o primeiro filme de época da Sexy Hot Produções”) e de “Sugar daddy” estrearam em 6 de agosto. O plano do canal é tornar “o conteúdo mais acessível”. A locução que abre este texto, por exemplo, é audiodescrição – trata-se da tradução das imagens em palavras. Já a legenda descritiva sinaliza – em texto – ruídos, sons, música, falas (ou sussurros e gemidos).

Erra quem pensa que a escassez de diálogos e a abundância de gemidos e onomatopeias facilitam as coisas. E é preciso este cuidado elementar: a narradora não pode se animar demais, a ponto de – pecado talvez mais grave aqui – queimar a largada cometendo spoilers (ver detalhes mais abaixo). Palavrão é do jogo. Mas, às vezes, escapa um sinônimo encabulado, tipo “membro”.

 

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta