Mister X Policial na balada

0
879

Powered by WP Bannerize

O empresário e ex-mister Cuiabá, Michel Bruno Silva Batista, 29 anos, gravou um vídeo onde conta sua versão sobre os fatos que aconteceram no estacionamento da Nuum Gardem, em Cuiabá, na noite deste domingo (25). Na gravação, o empresário relata que pediu para o funcionário do estacionamento trazer seu carro para ir embora.

Neste momento, o homem teria confundido os carros de modelo BMW que teriam a mesma cor e trouxe o de um policial, identificado como Renan. Sem notar que os carros estavam trocados, Michel teria entrado no veículo, momento em que esse policial que ele chama de “amigo” no vídeo começou a chamá-lo de vagabundo e acusá-lo de estar roubando seu veículo.

Durante a confusão, o militar teria sacado seu revólver e efetuado disparos para o alto. Michel conseguiu pegar a arma do policial e atirado contra o militar e sua esposa.

O ex-mister mostra estar desesperado dentro da viatura e conta que os policiais efetuaram disparos na víatura enquanto ele estava dentro do veículo. No boletim de ocorrência e no vídeo, não há explicação do motivo dele ter atirado contra sua esposa, identificada como Gabriela.

No entanto, na gravação, ele a chama de “vagabunda” e diz que nunca mais quer vê-la. Michael também foi encaminhado para Central de Flagrantes, onde está detido e aguarda audiência de custódia.

O CASO

Michel Bruno Silva Batista, 29 anos, empresário e ex-mister Cuiabá foi preso em flagrante na noite deste domingo (25) após atirar a própria esposa e um policial militar durante confusão no estacionamento da boate Nuun Garden, em Cuiabá. A motivação da briga seria que um dos homens envolvidos na confusão teria confundido o carro de modelo BMW do outro.

Um bombeiro a paisana teria imobilizado o homem até a chegada de uma viatura da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam). O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e as duas vítimas encaminhadas para um hospital particular da capital. Ambos seguem internados.

Muito alterado, Michel também foi encaminhado para atendimento médico, depois de liberado, levado para a Central de Flagrantes. Durante o trajeto, ele começou a filmar o seu transporte e encaminhou para contatos dizendo que foi preso por “policiais filhos da puta” e que estavam deixando ele “morrer dentro da viatura”.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta